6 Coisas para saber antes de contratar um funcionário

A contratação de um funcionário para uma empresa, seja ela de pequeno, médio e grande porte exige alguns conhecimentos do contratante. Há muito a saber e avaliar a decisão, em especial quando a empresa está em seus primeiros passos. Saiba mais!

Coisas importantes para saber antes de contratar um funcionário

Contratar funcionários faz parte da vida útil de uma empresa. Se o empresário quer produzir mais e pensar em expansão necessita contratar. Mas também se faz necessário ter algumas informações importantes sobre esse grande passo na empresa. A seguir, seis dicas para ajudar.

1 – O salário de um empregado vai além do que ele recebe

Existem direitos do trabalhador para garantir tanto o bem estar como a sobrevivência do trabalhador brasileiro. Alguns desses direitos são o pagamento de taxas mensais, tornando o valor gasto pela empresa com a contratação um pouco maior do que o salário. É preciso mensurar isso junto com a contabilidade antes de iniciar as entrevistas.

Alguns dos gastos fixos são FGTS, férias, pagamento de 13º salário, dentre outros. Todos os pagamentos extras variam de acordo com a função. 

2 – No período de férias vai precisar de mais funcionários

É necessário ter organização o suficiente para manter o quadro intacto e não prejudicar a empresa e seu andamento quando um funcionário tirar férias. Elas não podem ser vendidas integralmente e nem prorrogadas por mais de dois anos, então pense nisso.

A cada 12 meses um funcionário precisará ficar ausente, o que não é de todo ruim se houver organização no quadro para continuar cumprindo prazos.

3 – Avalie o histórico anterior

Saber escolher uma boa equipe evita muita dor de cabeça. Tempo perdido custa dinheiro com demissão, novo processo seletivo e muitos problemas a serem enfrentados no dia a dia. O melhor a fazer é ter muita atenção no momento da contratação.

Muitos motivos levam uma pessoa as demitida, mas pode ter sido um problemão e o erro pode ser fatal em sua corporação. Em caso de demissão por justa causa sempre procure informações com o antigo empregador sobre o motivo. 

4 – Você precisa avaliar bem o currículo

Muitos são os que sabem criar um bom currículo, mas poucos eficientes de fato. Um curriculum vitae longo impressiona um pouco e alguns candidatos sabem disso. Mas o empregador não deve se deixar impressionar por muita informação escrita na hora de determinar um salário. Deve se possível testar cada um dos cursos e atribuições listados no documento.

5 – Profissionais recém formados são mais baratos

E com algumas vantagens. Uma delas é querer aprender e colocar em prática seus conhecimentos. E não costumam ser muito exigentes com salários. Claro, devem receber o mínimo da classe mas não costumam cobrar muito. 

6 – Avalie a contratação de estagiários

Além de custarem mais barato são de grande ajuda. A regra é ter o proporcional de funcionários para estagiários com contrato assinado e cumprindo as leis de estágio.

Empresas parceiras de instituições de ensino também recebem incentivo fiscal de redução de impostos e podem ser beneficiárias de programas governamentais.

 

 

Comments are closed.